Vai e Vem: Botafogo

24/06/2020

Como na maioria das equipes, o futuro do Botafogo no basquete é incerto. Com dificuldades para costurar acordos exclusivos para o basquete, o departamento de esportes olímpicos não vinha recebendo verba suficiente da direção do clube e a modalidade se tornou uma das mais impactadas pela crise financeira que assola General Severiano.

 

À medida que a última temporada foi transcorrendo, a situação foi se agravando e após a paralisação do Novo Basquete Brasil por conta do avanço do novo Coronavírus, o cenário ganhou contornos ainda mais dramáticos. Em entrevista recente para o portal Super Esportes, figuras importantes da Estrela Solitária, como o técnico Léo Figueiró, escancaram a realidade.

 

"Entendemos que o mundo vive um momento de incertezas por conta do coronavírus e que isso acaba afetando todas as áreas, mas é preciso entender nosso lado também. É muito caótico para qualquer trabalhador ficar sem receber por quatro meses e meio, pois acaba colocando famílias em situações extremas."

 

Diante de tantas incertezas que o país está vivendo e sem vínculo com nenhum patrocinador máster, o Botafogo terá de buscar alternativas que permitam ao clube, ao menos, honrar os compromissos que estão em débito com o elenco da última temporada, antes de aspirar a continuidade no próximo ano.

 

Mesmo com os problemas financeiros recorrentes, time alvinegro faturou a Liga Sulamericana na última temporada (Consubasquet)

 

 

Confirmados: 

 

Podem chegar/permanecer: 

 

Podem sair: Paulinho Boracini (Armador), Coelho (Armador), Jamaal (Ala-armador), Mogi (Ala-armador), Jackson (Ala), Freddie (Ala), Arthur Bernardi (Ala-pivô), Diego Conceição (Ala-pivô), Lucas Mariano (Pivô), Du Sommer (Pivô/Paulistano), Wesley Sena (Pivô) e Léo Figueiró (Técnico).

 

Não permanecem: Cauê Borges (Ala)

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo