Vai e Vem: Rio Claro

24/06/2020

O retorno do Rio Claro à elite do basquete nacional foi melhor do que o torcedor rio-clarense poderia imaginar. Com dificuldades para costurar acordos comerciais, o Leão só conseguiu confirmar sua participação no Novo Basquete Brasil às vésperas do início da competição, o que atrapalhou a montagem do elenco.

 

Sem tempo para realizar treinamentos, o técnico Fernando Penna foi moldando a equipe no decorrer do torneio, o que custou muitas derrotas no primeiro turno. No entanto, à medida que o comandante conseguiu ajustar a defesa e encontrar a formação ideal, o desempenho do time paulista cresceu.

 

A sequência de sete vitórias nos últimos onze jogos fez com que o Rio Claro se consolidasse dentro do grupo que avançaria aos playoffs e passasse a brigar diretamente pelo mando de quadra nas oitavas de final da competição, contra clubes com maior poder aquisitivo, como a Unifacisa, Botafogo e Paulistano.

 

Com o encerramento da temporada regular, ficou um gostinho de que o Leão poderia aprontar nos playoffs. Cerca de cinquenta dias após o anúncio feito pelo departamento de comunicação da Liga Nacional de Basquete, a lamentação dá lugar a apreensão entre a comunidade rio-clarense.

 

Diretoria mantém conversas com os atletas, mas diante das incertezas, time pode perder jogadores importantes do elenco (Stephan Eilert/Basquete Cearense)

 

Isso porque a conversa com os atuais patrocinadores ainda não evoluiu e, diante da indefinição sobre a continuidade dos parceiros atuais, o futuro do basquete, nesse momento, é incerto.

 

Confirmados: 

 

Podem chegar/permanecer: 

 

Podem sair: Sahdi (Armador), Figueroa (Armador), Jefferson Campos (Ala-armador), Pedro Teruel (Ala-armador), Enzo Ruiz (Ala), Baxley (Ala), Ralfi Ansolini (Pivô), Gerson (Pivô), Lucão (Pivô) e Fernando Penna (Técnico).

 

Não permanecem: Vinicius Pastor (Ala-pivô/Unifacisa)

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo