De ponta a ponta, Mogi das Cruzes derrota a Liga Sorocabana

03/10/2020

Quem também estreou com a mão direita foi a equipe do Mogi das Cruzes. Mesmo ainda desfalcada de jogadores importantes, como Fúlvio, Coleman e Gruber, a Jaguatirica confirmou o favoritismo e derrotou a Liga Sorocabana, pelo placar de 75 a 46, ficando empatado com o Bauru Basket na liderança do Grupo A.

 

O triunfo mogiano foi construído com muita tranquilidade. Desde os primeiros minutos de jogo, os donos da casa imprimiram uma defesa agressiva e tiveram paciência para movimentar a posse de bola, acionando muito bem a sua dupla de pivôs, formada por Wesley Castro e Felipe Cardoso.

Além de serem um pilar importante na pontuação do clube, a dupla dominou a disputa pelos rebotes (51 a 31), conseguindo capturar as obras na quadra de ataque e deixar os seus companheiros em ótima condição de concluir as tramas, através de infiltrações nas costas da marcação adversária.

 

Com 14 pontos e 09 rebotes, Wesley se aproximou do duplo-duplo (Antonio Penedo)

 

Ao final do confronto, o jovem Felipe Cardoso celebrou a conquista do triunfo e a sua atuação individual, mas tratou de manter os pés no chão ao reforçar que se trata apenas do início de trabalho e que ainda tem muito a evoluir para seguir auxiliando a equipe mogiana na sequência do campeonato.

"Pela primeira partida, nós ainda estamos ainda buscando o ritmo de jogo. No começo da partida cometemos alguns erros mas encaixamos no decorrer do confronto e conseguimos conquistar a vitória. Ainda preciso melhorar fisicamente para poder correr toda a quadra, mas pouco a pouco eu vou melhorando."

 

A Liga Sorocabana, por sua vez, não tem muito o que extrair de positivo do confronto. Mesmo retornando aos treinos de maneira clandestina, quando o decreto estadual e municipal proibia a prática esportiva para conter o avanço do novo coronavírus, a Cavalaria não apresentou um ritmo de jogo avançado e tampouco organização defensiva.

Ainda que esteja automaticamente classificada à próxima fase, em razão da exclusão da agremiação de São João, que não cumpriu o prazo de inscrição dos jogadores, a LSB terá pouco tempo para corrigir o posicionamento na quadra de defesa, de modo que possa aplicar o jogo de transição proposto pelo técnico Rinaldo Rodrigues.

 

Na terça-feira, a Liga Sorocabana vai até a cidade de Franca, encarar os donos da casa, no confronto entre os dois clubes que estrearam com derrota na primeira rodada. Já o Mogi das Cruzes volta às quadra somente no dia 17, quando recebe o Bauru Basket, no duelo que pode decidir o primeiro colocado da chave.

O JOGO

 

Assim que começou a partida, ficou clara a superioridade do time do Mogi das Cruzes. Com mais experiência e qualidade técnica, os donos da casa movimentaram a posse de bola até encontrar espaços no garrafão adversário, pontuando em lances convertidos por Wesley Castro e Felipe Cardoso.

Aos poucos, a Liga Sorocabana foi melhorando o seu posicionamento defensivo, conseguindo anular a troca de passes do oponente e diminuir a vantagem em contragolpes puxados por Eric Laster e Salatiel. Mas no minuto final do primeiro quarto, Fabrício Russo converteu dois arremessos de longa distância, dando números finais ao período, 19 a 12.

No começo do segundo quarto, a Jaguatirica ampliou o seu domínio sobre o rival. Com a defesa bem postada, o clube comandado pelo técnico Guerrinha dominou a briga pelos rebotes e conseguiu sair na transição, onde Douglas Santos e Lessa tiveram quadra livre para pontuar.

 

A sequência de contra-ataques anotados pelos armadores mogianos obrigou o comandante Rinaldo Rodrigues a parar o jogo. Após o tempo técnico, a equipe visitante cuidou melhor da posse de bola e teve um grande volume no perímetro, mas para cada arremesso de três pontos da Cavalaria, havia uma resposta imediata do Mogi, que foi para o intervalo vencendo por 36 a 26.
 

Com 18 pontos, Lessa foi o cestinha do confronto (Antonio Penedo)

 

Na volta dos vestiários, a Jaguatirica tratou de acabar com as esperanças do adversário. Em duas jogadas semelhantes, Douglas Santos distribuiu dois tocos em cima do seu marcador e acionou rapidamente Wesley Castro. Com precisão nos arremessos de média distância, o pivô ampliou a vantagem para a casa dos vinte pontos.

 

Imediatamente, Rinaldo parou o jogo. Só que dessa vez, as instruções do técnico sorocabano não surtiram efeito. Com lentidão na troca de passes, a LSB se tornou presa fácil para o oponente, que dobrou a marcação e emplacou uma sequência de roubadas de bola, com Cassiano e Lessa, 54 a 31.

No último período, os jovens que compõem o elenco da Jaguatirica demonstraram sabedoria para aproveitar a oportunidade que vem recebendo do técnico Guerrinha e mantiveram a compostura, ampliando ainda mais a vantagem no marcador, 75 a 46.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados