Em jogo decidido nos segundos finais, Unifacisa supera o Fortaleza Cearense

17/11/2020

A Unifacisa conquistou a primeira vitória na décima terceira edição do Novo Basquete Brasil. Após sofrer uma derrota surpreendente para o Campo Mourão na estreia do campeonato e perder para o Flamengo na segunda rodada, o time de Campina Grande levou a melhor no confronto regional contra o Fortaleza Cearense, por 69 a 67.

 

Mesmo encarando um adversário recheado de desfalques por conta de diagnósticos positivos do Covid19 (Desmond Holloway e Sualisson) e problemas físicos (Lucas Bebê), o Jacaré encontrou muitas dificuldades para impor o seu ritmo de jogo diante do Carcalion.

 

Um dos principais fatores para o desempenho aquém do esperado da equipe paraibana foi o desgaste físico de Nehemias Morillo e Betinho Nardi, que possuem mais de 30 minutos de jogo por partida.

 

Coadjuvantes foram decisivos na reta final de jogo (João Pires/LNB) 

Além disso, o time sentiu a ausência do pivô João Victor. De fora da partida por conta de um incômodo muscular, o time cedeu alguns rebotes ofensivos ao adversário e, quando conseguia ficar com as sobras, não tinha a mesma velocidade na saída em transição.

 

Esses aspectos fizeram com que a Unifacisa ficasse refém do jogo de meia quadra. Em tarde apagada dos armadores da equipe de Campina Grande, o jogo coletivo não fluiu como esperado e a precipitação nos arremessos de três pontos tornou-se uma constante a partir do segundo quarto.

 

O baixo volume ofensivo do Jacaré possibilitou que o Fortaleza Cearense se reestabelecesse no confronto. Imprimindo forte marcação na cabeça do garrafão, Brite recuperou diversas posses de bola e cruzou a quadra para pontuar através de bandejas.

 

À medida que a marcação sobre o norte-americano foi reforçada, Rashaun, Alex Oliveira e Felipe Ribeiro encontraram espaços para concluir as tramas ofensivas, conduzindo a virada do Carcalion nos instantes finais de partida.

 

Brite brilhou durante o embate mas desperdiçou o arremesso que levaria o duelo para a prorrogação (João Pires/LNB) 

 

No entanto, o time comandado interinamente por Flávio Aurélio não soube aproveitar o momento positivo para liquidar a partida e acabou tomando a virada em lances de imposição física de Alexandre Paranhos e através dos lances livres precisos de Felipe Vezaro.

 

Com a vitória no confronto nordestino, o Jack deixa a lanterna da competição e tira um peso importante das costas, já que ainda não havia vencido no torneio e precisava do triunfo para não deixar os adversários diretos na briga por uma vaga internacional abrirem vantagem na tabela de classificação.

 

O Fortaleza, por sua vez, segue na faixa intermediária da tábua, com dois resultados positivos em quatro jogos disputados, mas desperdiça a oportunidade de beliscar uma vitória no confronto direto.

 

Please reload

Postagens Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

LARANJA PULSANTE

Informações e análises dos principais campeonatos estaduais, nacionais e internacionais de basquete.

Laranja Pulsante © 2019 | Todos os direitos reservados